in

Investindo no pop “dark”, BE se joga no “Universo Paralelo”

Caos, trânsito, correria e falta de tempo são algumas das sensações que experimentamos todos os dias. É constante que deixemos de fazer algo que gostaríamos muito por conta das atribuições, ou que criemos realidades alternativas em nossas mentes para justificarmos algumas ações. E é sobre esse tema que BE retorna à música, com seu novo trabalho autoral. “Universo Paralelo” explora a realidade alternativa que coexiste com a nossa própria história.

A música, cuja composição foi feita por BE, pode ser lida como um mantra para se manter positivo em meio ao caos, mas entendendo e explorando as possibilidades que a mente nos traz. De forma vulnerável, o carioca abre sua essência em prol da arte, mostrando um lado que até os mais próximos desconhecem. “Em ‘Universo Paralelo’ eu mostro a minha real vulnerabilidade, que conta para o ouvinte que criou um mundo em sua cabeça, onde tudo dá certo, onde os sonhos estão se realizando, existe uma estabilidade. Em suma, é uma realidade onde as coisas realmente vão fluindo e acontecendo, o que eu não percebi, foi que todo esse universo eu apenas criei dentro de mim, na minha cabeça, a realidade é bem distante disso, e eu preciso enfrentar ela, descer para a realidade e de fato lutar e enfrentar os obstáculos da vida”, revela BE.

Com o dia a dia agravado pela pandemia do novo Coronavírus, BE se viu em casa, preso, confinado, sozinho, e com uma série de questões na mente. Entender essa realidade, para BĒ, acabou sendo um trabalho árduo, e que gerou uma série de consequências, como o isolamento. “Mesmo que sejam complicados, e não de certa maneira me isolar e apenas idealizar como seria minha vida perfeita, eu tenho que correr atrás dela, enfrentar os desafios e conquistar meus objetivos, e não apenas idealizar como tudo seria, se eu tivesse de fato tentando”, reflete.

Clipe

O clipe dirigido pela Bec Produções, mostra um lado íntimo e muitas vezes controversos de BE, onde ele se depara com a expectativa X realidade. No vídeo, o artista cria uma realidade alternativa em relação à sua carreira, se sentindo já um nome reconhecido e com trabalho de sucesso, quando se depara com o real.

“O clipe aborda justamente isso, o cantor começa cantando em uma espécie de karaokê, e quando fecha os olhos ele se encontra em um palco, cheio de luzes, em um tapete vermelho, como uma grande estrela da música, em seu camarim, com tudo dando certo, mas no fim das contas, foi apenas a imaginação e sua cabeça, que de certa maneira imaginaram tudo”, adianta.

BE, que é um apelido desde criança para Breno Al Odeh, revela que seu nome artístico também vem de um lado pessoal. “É BE de Breno. Esse apelido carinhoso é a forma como minha família e amigos mais próximos me chamam, e acabo usando profissionalmente para meu alter ego musical”, revela BE.

Paradoxo com o psicológico

A faixa é mais um canalizador das emoções do artista, que sempre explora de maneiras sinceras seus comportamentos psicológicos e explora isso em suas letras, sem medo de se expor ou ser vulnerável com seu público. “Universo Paralelo” mostra um amadurecimento sonoro de BE, mas que continua explorando o universo dark pop, com referências de Billie Eilish e The Weeknd, e as sinceridades das letras de Taylor Swift e Olivia Rodrigo, por exemplo.

“O som explora algo pop melódico, mas com aquele tom de mistério, que é transmitido pelos violinos, que criam todo um universo de mistério e magia no ar”, revela.

Veja o clipe de “Universo Paralelo”:

Report

Written by Carolina Didonet

Comments

Deixe uma resposta

GIPHY App Key not set. Please check settings

Grande promessa do samba, cantor Davi.P revive grande amor em música

Flagrados: Zendaya e Tom Holland juntinhos no carro e cheio de amassos!