Nation POP

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
20F86C0F-61CD-4F1D-9E40-60CE17491796

Um dos maiores nomes do gênero musical fala sobre o Trap e o seu processo de criação

O TIDAL, plataforma global de streaming de música e entretenimento, disponibiliza episódio inédito do For the Cultura Brasil, produção original que apresenta entrevistas com artistas sobre carreira, cultura, lançamentos e vida pessoal. O entrevistado da vez é Matuê, um dos maiores nomes do trap brasileiro.

O subgênero do rap, nascido nos anos 2000 bem conhecido entre jovens de 15 a 25 anos, é caracterizado por uma combinação de ritmos, sons, onomatopeias e instrumentos, e já é trilha sonora de muitas festas em grandes centros urbanos. A temática percorre por questões sociais e assuntos polêmicos, como política e drogas, buscando trazer reflexões e eventuais mudanças na sociedade.   

O cearense Matuê, 26, ficou conhecido com o single “RBN”, lançado em 2016, e, desde então, vem ganhando notoriedade entre os fãs, comprovada por clipes que atingem milhões de visualizações. O artista nascido em Fortaleza e criado em Oakland, Califórnia, conta em entrevista para o TIDAL sobre sua trajetória na música, suas influências musicais, como ganhou visibilidade e como funciona o processo de criação de suas músicas e clipes, que acontece simultaneamente.

“Geralmente eu faço tudo na hora. Normalmente, eu já tenho um instrumental e um beat, abro o insert do microfone, dou play e vai. Da mesma forma que crio a música, eu crio o audiovisual, é um lance freestyle. Ao pensar a música, já consigo pensar como o clipe ficará pronto”.

Durante a entrevista, o trapper revela ter iniciado a sua carreira com a criação de uma produtora musical, a “30 pra 1”, da onde nascem as suas produções audiovisuais.

“O trap é a música da juventude, o que a galera quer ouvir, e que fala sobre a vivência dos jovens”.

Aproveitando esse momento áureo de sua carreira, Matuê revela um desejo: se tornar o número 1 em todas as áreas. “Lancei Kenny G e foi a música número 4, agora eu quero lançar a número 1”, completa. 

Para conferir a entrevista na íntegra, os assinantes do TIDAL podem clicar aqui.

Gostou? Compartilhe com seus amigos!
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Renan Nascimento
Renan Nascimento
Comida é comigo mesmo! haha Taurino & publicitário. Mergulho nas musicas de cabeça, esportes é meu hobby :)
Estamos no Facebook
Estamos no Youtube