Nation POP

Richard Marx volta ao Brasil para uma única apresentação

COMPARTILHE!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Dono do sucesso de uma geração “Right Here Waiting”, o produtor e compositor, Richard Marx volta ao Brasil para uma única apresentação no país! O americano sobe ao palco do Tom Brasil, em São Paulo, dia 08 de outubro para apresentar seus sucessos de mais de 30 anos de carreira. Na apresentação ele irá mostrar o motivo de ser o único artista homem a ter seus primeiros sete singles no Top 5 das paradas da Billboard.

Clientes cartão Elo têm acesso à pré-venda exclusiva nos dias 31 de julho e 1° de agosto, a partir das 10h do dia 31, pela internet e bilheteria oficial. Para o público geral, a venda começa no dia 02 de agosto, às 10h pela internet e bilheteria oficial. Os ingressos, que podem ser parcelados em até 5 vezes exclusivamente para os clientes cartão Elo e 3 vezes para os outros cartões, estarão disponíveis online (https://www.ingressorapido.com.br/) e na bilheteria oficial (sem taxa de conveniência – Tom Brasil, em São Paulo). A turnê no Brasil é apresentada pela Elo e produzida pela Live Nation.

Nascido em Chicago, Richard vendeu mais de 30 milhões de álbuns em todo o mundo, começando com a seu auto-intitulado álbum, que chegou ao 8º lugar e emplacou 4 singles no Top 5, incluindo “Hold on to the nights”, com “Don’t Mean Nothing” ganhando uma indicação ao Grammy de Melhor Performance Vocal de Rock Masculino. O sucessor, em 1989, foi ainda mais bem sucedido, sendo o #1 na época e conquistando o quádruplo-platina com dois singles nº 1: “Satisfied” e “Right Here Waiting”. Quando Rush Street e Paid Vacation se tornaram platina, Marx conseguiu uma sequência de sete anos de triunfos que rivalizaram com qualquer história da música pop-rock.

Para a maioria dos artistas, isso seria impressionante o suficiente – mas Richard Marx não parou por aí, lançando músicas como “To Where You Are”, o primeiro hit do álbum de estréia de Josh Groban, assim como o sucesso do NSYNC, “This I Promise You”. Ele continuou até ganhar em 2004 um Grammy de Canção do Ano, pela co-autoria de “Dance with My Father”, de Luther Vandross. Em todos os formatos, Marx marcou um total surpreendente de 14 #1 singles (incluindo o sucesso #1 de Keith Urban, “Long Hot Summer”) como intérprete e compositor/produtor.

My Own Best Enemy, foi lançado em 2004 com sucessos como “When You’re Gone” e “Ready to Fly”. Em 2010, ele lançou o Stories To Tell, um álbum de grandes sucessos que produziu um sucesso no Top 20 em “When You Loved Me”. Em 2012 ele lançou seu primeiro álbum de Natal, o Christmas Spirit.

Em 8 de julho de 2014, ele lançou seu oitavo álbum, Beautiful Goodbye, repleto de material novo, como seu primeiro single e vídeo, “Whatever We Started”. Os fãs podem achar o oitavo álbum de estúdio de Marx, um pouco diferente de seus álbuns anteriores. De acordo com o cantor / compositor vencedor do Grammy, ele decidiu fazer um álbum deliberadamente sexy. “As músicas desse álbum foram influenciadas por todos, de Sade a Bebel Gilberto, de vários artistas da EDM até mesmo de Chopin. Sou conhecido por música romântica no passado, mas essa música que eu escrevi é mais sensual e etérea, e as letras são mais aventureiros do que eu estive disposto a ir no passado “.

Cada faixa do novo álbum também incorpora um elemento orquestral, e a gravação das faixas foi, de acordo com Marx, “uma emoção além de qualquer coisa que eu fiz no estúdio. E cantar essas músicas trouxe o que eu acredito ser o mais fácil vocais da minha carreira de gravação, até agora. “

Todas as faixas de Beautiful Goodbye são escritas e produzidas por Marx, exceto “Getaway”, co-escrita e produzida com Walter Afanasieff; “Forgot To Remember”, co-escrita com o frontman da Vertical Horizon e frequente colaborador de Marx, Matt Scannell; “Turn Off The Night”, co-escrita com o compositor de diversos hits, David Hodges, e a faixa título, co-escrita com Daisy Fuentes.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Gabriel Lucas

Gabriel Lucas

23 anos, respira música mesmo não tendo dom para tal, super eclético, criador do Nation POP, compartilha um pouco de tudo que gosta.