Nation POP

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
WhatsApp Image 2020-08-27 at 22.44.41 (1)

Taz Taylor, integrante da dupla de produtores Internet Money, respondeu ao nosso site perguntas sobre a sonoridade do álbum B4 the Storm e o processo de produção envolvendo as colaborações com os artistas. Posteriormente, nos convidou também para uma audição exclusiva do álbum, que será lançado nesta sexta-feira dia 28.

Conhecendo o Internet Money

Internet Money é um grupo de produtores musicais co-fundada por Taz Taylor e Nick Mira em 2016 nos Estados Unidos. Sua influência no mercado americano é incontestável. Seus membros já produziram para os maiores nomes do hip hop como Drake, Juice WRLD, Trippie Redd, Lil Uzi Vert, XXXTENTACION e muito mais.

Atualmente, o grupo está nos preparativos para o lançamento do álbum B4 the Storm que contará com participações de Future, Swae Lee, Lil Tecca, Trippie Redd, Juice WRLD, Wiz Khalifa entre outros. Nesse meio tempo, a divulgação do atual single “Lemonade” acontece visto sua ótima recepção.

Lemonade e B4 the Storm

Após o lançamento de “Thrusting” com os rappers Future e Swae Lee, os produtores lançaram “Lemonade”, no último dia 14. Com a colaboração de Gunna, Don Toliver e NAV, “Lemonade” estreou na principal parada de singles da Billboard e atualmente se encontra no top 15 na parada de streams do Spotify nos Estados Unidos.

Previamente a audição, conseguimos bater um breve papo com o Taz Taylor, que contou por sua vez, se o já hit Lemonade reflete de alguma forma a sonoridade do álbum. O produtor diz acreditar um pouco apenas que o single representa o álbum de alguma forma. Todavia, ele revela também que quem já conhece os trabalhos dos rappers, vai de alguma forma já imaginar a sonoridade.

Um pouco. Eu vejo (o álbum) como uma montanha-russa. Cada música tem uma vibe diferente. Quero alcançar as pessoas no TikTok e tals […] e que elas possam enlouquecer com elas. O ponto que eu espero é ter rimas que todos vão conhecer. […] Se você olhar pra cada música e já conhecer o artista e a música deles, você vai saber exatamente como vai a música vai soar. Não é nada fora das suas raízes, sabe.

Conseguimos também perguntá-lo sobre o processo de produção das músicas em geral, não só do álbum B4 the Storm. Afinal mesmo sendo o hip hop o gênero predominante, são artistas diferentes que possuem uma forma diferente de rimar e entregar os versos nas batidas.

Eu acho que é um processo maluco porque você tem que estar familiarizado com o artista mesmo fora do estúdio […] , com as marcas, time de gerenciamento e tudo mais. Trabalhar com a música eu vejo como a parte fácil. O resto eu deixo com eles (equipe de gerenciamento) […] Eu tenho um entendimento (quanto aos artistas convidados) que se eles são realmente bons nisso (gravar os raps), se eles conseguem adicionar um sabor, estamos bem.

Rapidamente, agradecemos a oportunidade e desejamos sorte e mais sucesso no álbum. Taz por sua vez, nos retribuiu agradecendo o entrevistador pelas perguntas.

Audição do álbum

Turn Up

“Message” (feat. TyFontaine) traz uma vibe mais energética necessária para um entusiasmo ainda maior, digna e condizente como abertura do disco. Seguindo com Really Redd (feat. Lil Keed, Trippie Redd & Young Nudy), o disco continua energético, entretanto agora com uma sensação mais fresh e refrão catchy. Favorita disparada inicialmente, já vemos nela um potencial de próximo hit do Internet Money.

Com “Lost Me” e “Right Now”, o álbum continua fresh com batidas mais simplistas e as participações entregando rimas interessantes mediante a cada característica de cada rapper.

Já lançada previamente, “Thrusting” traz consigo uma influência do reggaeeton ainda em alta, com os vocais bem encaixados de Swae Lee e um flow contagiante do Future. Agora com um beat mais drámatico condizente com a letra, “Speak (feat. Kid LAROI)” traz também uma mensagem de superação das pessoas que não nos merecem.

Reflexão póstuma

Com os vocais de Trippie Redd novamente e póstumos de Juice WRLD, “Blastoff” talvez seja a música mais calma e com um significado importante nela. Da mesma forma que em outros singles, Juice WRLD mais uma vez referencia demônios e garotas maldosas em uma crítica aos relacionamentos tóxicos que só o faziam mal.

Hits e mais hits

A sequência de “Take It Slow”, “Somebody”, “Giddy Up” e “Block” trazem beats com algumas similaridades entretanto muita variedade na entrega dos flows e rimas em especial ao já aclamado Wiz Khalifa. Inclusive “Giddy Up” é outra faixa facilmente esperada como single e hit em um futuro próximo.

Introduzindo Lil Spirit como próximo Justin Bieber, Taz Taylor apresenta “Devastated” e logo entendemos completamente a referência. No entanto, ainda sim os vocais apresentam sim uma identidade do artista e uma ótima conexão com a batida.

Ao contrário de “Let You Down” que fala sobre relacionamentos amorosos, “No Option” é uma reflexão de Kevin Gates sobre suas decisões na vida e como o sistema pode ser injusto com a comunidade negra.

Conclusão

Por fim, temos o smash hit “Lemonade” que mesmo com várias promessas de hits, ainda se destaca com uma produção mais especial na combinação de violão e trap. A escolha dos rappers Gunna, Don Toliver e NAV parece ser a combinação perfeita para a batida.

B4 the Storm é um álbum contagiante e ao mesmo tempo com uma vibe bem chill. As colaborações de peso elevam ainda mais a produção forte do grupo, trazendo flows incríveis que todo fã de rap com certeza irá sentir em algum momento.

Confira o clipe do atual single “Lemonade”.

 

 

Gostou? Compartilhe com seus amigos!
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Estamos no Facebook
Estamos no Youtube