in

DAY LIMNS pegou os fãs de surpresa com o anúncio do lançamento de “MARÉ”

APÓS APRESENTAÇÃO NO LOLLAPALOOZA, DAY LIMNS LANÇA O SINGLE “MARÉ”, DE SURPRESA, NAS PLATAFORMAS DIGITAIS
(DAY LIMNS. Créditos: Lívia (@solmostarda)

A cantora e compositora DAY LIMNS pegou os fãs de surpresa com o anúncio do lançamento de “MARÉ”, sua nova faixa, canção que foi apresentada nos últimos shows da cantora, incluindo a apresentação sold out no SESC Belenzinho, no último domingo (14), em São Paulo. A faixa faz parte do universo do álbum “VÊNUS≠netuno”, seu segundo projeto de estúdio, e chega hoje (15), às 21h, em todas as plataformas de streams.

Mergulhando em uma jornada de emoções intensas, a faixa surge como uma narrativa visceral, onde DAY LIMNS compartilha experiências pessoais entrelaçadas com um arranjo musical de trap/R&B. Com uma letra que oscila entre introspecção e desabafo, a música retrata os altos e baixos de um pós-término, revelando nuances complexas de amor, perda e autodescoberta.

Composta pela artista em parceria com Elana Dara e Carolzinha, “MARÉ” oferece uma reflexão profunda sobre as complexidades dos relacionamentos humanos. Com uma produção impecável e uma entrega vocal emocionante, a faixa é marcada por versos impactantes, como “Bitch, olha nos olhos e mente mais”, que ecoam uma mistura de desafio e vulnerabilidade. DAY LIMNS tece uma história poética sobre desilusão e superação, explorando a dualidade de sentimentos que acompanha o fim de um amor. Durante sua apresentação como ato de abertura da cantora norte-americana Fletcher, no último mês, no Cine Joia, em São Paulo, a cantora revelou que a canção é baseada em fatos reais.

“Fiz essa música para transformar uma situação chata em algo que me faz sentir bem. Como sempre, a música está me salvando! Essa canção é para aquelas que são tiradas de ‘malucas’, mas que geralmente estão certas no final das contas”, conta DAY.

A cantora ainda revela que a canção é uma continuidade ao conceito de seu último álbum e traz referências de outras canções como “Vermelho Farol” e “7 Vidas”. “Nessa canção, eu dou continuidade ao conceito do disco, indo ainda mais atrás e resgatando a ilha do ‘Vermelho Farol’ de ‘7 Vidas’. Escolhi esta data para o lançamento de ‘MARÉ’, pois é o dia em que ‘Vermelho Farol’, trabalho que marca o início da era ‘VÊNUS≠netuno’,  completa um ano de lançamento”.

Reconhecida por suas composições, que incluem lançamentos nas vozes de Luísa Sonza, Demi Lovato, entre outros, DAY LIMNS traz para “MARÉ” toda uma reflexão baseada em sua vulnerabilidade, estética que encabeça o álbum “VÊNUS≠netuno”. O projeto é uma jornada emocional que traça um paralelo entre complexidade das relações humanas, abordando temas como dualidade, sacralidade, pecado e redenção.

VÊNUS≠netuno” trata da dificuldade de conciliar a relação entre o terreno e o espiritual, o sacro e o profano, o bem e o mal etc, mas com a eterna tentativa de fazer dar certo. Segundo a artista, “VÊNUS≠netuno” é alguém obcecado por romantizar, idealizar quem ama a ponto de colocá-la num pedestal, atribuindo a essa pessoa a importância “de um deus”, (no nosso caso – deusa) e que, quando de frente com a realidade nua e crua, encontra verdadeiras dificuldades para enfrentá-la ou simplesmente aceitá-la como é, levando à desilusão.

Denunciar post

O que você achou do conteúdo?

Escrito por Gabriel Nascimento

Oie, sou o Gabe, o cérebro por trás desse universo chamado Nation POP. Sou Jornalista, especialista em Marketing e Engenheiro de Software. Minhas redes sociais estão a disposição para conexões 💜😉

Pabllo Vittar anuncia as primeiras datas da turnê do Batidão Tropical Vol

Pabllo Vittar anuncia as primeiras datas da turnê do Batidão Tropical Vol. 2

Grupo Indígena Sabuká Kariri-Xocó e Héloa farão show na Casa Natura Musical celebrar o Dia dos Povos Indígenas 3

Grupo Indígena Sabuká Kariri-Xocó e Héloa farão show na Casa Natura Musical celebrar o Dia dos Povos Indígenas